Segunda, 06 de Dezembro de 2021 02:38
61998647854
Geral Antiga Lei Rouanet

Secretaria da Cultura de Bolsonaro apoiará projetos; maioria religiosos

Maioria dos projetos aprovados por Mário Frias são de cunho religioso. Alguns deles chegam a R$ 200 mil.

25/10/2021 07h36
Por: Redação Fonte: Redação
Ator criado na Rede Globo agora comanda a cultura do governo Bolsonaro
Ator criado na Rede Globo agora comanda a cultura do governo Bolsonaro

E os discursos do governo Bolsonaro vão se perdendo, ainda mais quando as atividades praticamente inúteis aos olhos da gestão pública vem dos ministérios ou das secretarias.

Baseado nos mesmos artigos da Lei Rouanet, como a isenção fiscal, o Pronac (Programa Nacional de Apoio à Cultura) com Mario Frias à frente da secretaria de Cultura já aprovou quase 20 projetos a mais do que no ano passado, quando ele entrou (em junho de 2020 após a saída de Regina Duarte).

O curioso é que grande parte deles seja de cunho religioso.

Para se ter uma ideia, uma cantora gospel de nome Thais da Silva Oliveira se propôs a conseguir R$ 198.234,30 para a gravação de um CD/DVD com músicas autorais. Conseguiu ter sua proposta aprovada no valor total. Ou seja, ela pode captar quase R$ 200 mil de empresas que terão esse desconto em seus impostos.

Existem outros exemplos como este no site do Pronac. Um festival de música gospel, a ser realizado no Rio de Janeiro, foi escolhido e poderá captar cerda de R$ 1,6 milhão. Mais do que o Escola de Música - Solar Meninos de Luz, "que tem por objetivo realizar atividades, durante todo um ano, de educação musical em dois módulos: formação de grupos musicais, corais e orquestra, com identidade cultural musical brasileira e suas influências, e formação de plateia para música clássica, nas comunidade do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, localizadas em Copacabana, Rio de Janeiro". Este projeto conseguiu o aval de R$ 563.720,85.

De acordo com reportagem da revista "Veja" desta semana, até abril 21 funcionários faziam essa triagem, mas vencidos seus contratos, quem assumiu o lugar de avaliador foi o assessor de Frias, André Porciúncula, capitão da PM. (Com informações de Extra)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias