Segunda, 06 de Dezembro de 2021 01:36
61998647854
Política Mais uma crise

Mais um ministro deve ir para o espaço na gestão Bolsonaro

Muitos se perguntam no país: qual é a finalidade e utilidade do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

19/10/2021 22h16
Por: Redação Fonte: Redação
Presidente Bolsonaro e o ministro
Presidente Bolsonaro e o ministro "quase demitido" Marcos Pontes

Muitos se perguntam no país: qual é a finalidade e utilidade do ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Ele é "o cara" do Brasil no espaço, ou melhor dizendo, na astronomia. Marcos Pontos é um orgulho para milhares de brasileiros, porém ao conquistar o espaço pode agora sentir na pele o que realmente é ir "para o espaço na política". 

Ministro usou as redes sociais e reuniões importantes para criticar o corte de R$ 600 milhões no orçamento da sua pasta, da ciência, por determinação do Ministério da Economia. Após ser notificado de que se tratava se informação verdadeira o corte milionário da sua agenda de trabalho, Marcos Pontos disparou: "Falta de consideração".

Após o Congresso Nacional aprovar o projeto do corte com modificações pedidas pelo próprio governo Bolsonaro, alegando que precisaria do dinheiro para repassar a outras áreas, o ministro Marcos Pontes disse que isso "precisa ser corrigido urgentemente". Pontes chamou de “falta de consideração” o remanejamento de mais de R$ 600 milhões do Orçamento previstos para o financiamento de pesquisas.

Em nota, o Ministério da Economia, do "ministro das galáxias Paulo Guedes" afirmou que a medida foi para "cumprir decisão governamental quanto à necessidade de remanejar recursos neste momento”. Pontes se manifestou novamente dizendo que o corte é “equivocado e ilógico” e cobrou uma correção “urgentemente”.

"Falta de consideração. Os cortes de recursos sobre o pequeno orçamento de Ciência do Brasil são equivocados e ilógicos. Ainda mais quando são feitos sem ouvir a Comunidade. Científica e Setor Produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente", escreveu o ministro Marcos Pontes.

Bolsonaristas podem mandar Pontes para o espaço

A publicação de Pontes provocou a imediata reação de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes. Pelas redes sociais, muitos internautas reclamaram da posição do ministro Marcos Pontes e chegaram a dizer que ele estava desgastando o governo. “A solução foi vir a público desgastar um governo que trabalha dia e noite para amenizar os danos de governos anteriores e sanar a pandemia? Decepcionante! Sua inteligência é bem mais capaz que isso”, escreveu um seguidor do ministro.

Uma liderança política disse que isso é "bem a cara do governo e seus apoiadores, pois eles mesmos não se entenderem e agora muitos vão fritar Marcos Pontes, porque os amantes do Bolsonarismos são seus amigos enquanto você está ali, puxando o saco do presidente. Quando você deixa de ser bobo e começa a tomar suas próprias decisões, eles passam a te odiar e te atacar", disparou o homem que prefere não se identificar.

“Pontes, não nos decepcione, você tem conseguido grandes conquistas na sua pasta, resolva internamente suas questões, não se exponha nem exponha outros igualmente comprometidos com a própria pasta e com o Brasil. Pense em um projeto maior para o Brasil, encabeçado pelo PR Bolsonaro”, registrou um outro usuário.

Mas o ministro Marcos Pontes não estava sozinho. Ele recebeu apoio de muitos internautas, comprovando que o presidente Jair Bolsonaro e seu governo enfrentam cada vez mais resistência e oposição.

“O bolsonarismo é movido a fanatismo criminoso e covarde. Cortar 90% do investimento para ciência é coerente com a missão de Paulo Guedes e Bolsonaro: afundar o país”, escreveu uma usuária.

“Coragem! Foi muita inocência sua achar que aconteceria de forma diferente. O presidente é contra a ciência e o senhor é um cientista renomado”, escreveu um outro seguidor.

Nos Estados, as crítica aumentaram muito sobre a gestão de Marcos Pontes, pois um ministro que perde R$ 600 milhões de investimento vai continuar gerindo um Ministério até quando? Esse é o teor da pressão que está sobre o ministro muito querido pelos brasileiros, mas que agora enfrenta a fúria dos apaixonados por Guedes e a família Bolsonaro.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias