Quinta, 16 de Setembro de 2021 22:37
61998647854
Cidades Preço popular

GDF anuncia que Restaurante Comunitário de Samambaia terá café da manhã

A reabertura está prevista para quarta-feira, dia 1º de setembro. E a novidade é que o restaurante passará a servir café da manhã a R$ 0,50.

30/08/2021 04h28
Por: Redação Fonte: Redação
Alimentação é um direito do cidadão
Alimentação é um direito do cidadão

O Restaurante Comunitário de Samambaia ficará fechado nos dias 30 e 31 de agosto. O fornecimento das refeições será interrompido para que a nova empresa responsável pela gestão da unidade possa realizar a instalação dos novos equipamentos e maquinários necessários para a produção dos alimentos.

A reabertura da unidade está prevista para a próxima quarta-feira, dia 1º de setembro. E a novidade é que o restaurante passará a servir, de segunda a sábado, das 7h às 8h30, o café da manhã a R$ 0,50.

“Samambaia será a terceira unidade a fornecer a refeição matinal, junto com o Paranoá e Brazlândia. A ideia é que o trabalhador tenha a possibilidade de comprar seu café antes de ir para o trabalho. A meta é ampliar essa oferta para as outras unidades, de forma a fortalecer a segurança alimentar e nutricional da população, mas isso depende dos processos licitatórios que estão em andamento”, explica a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

A ideia é que o trabalhador tenha a possibilidade de comprar seu café antes de ir para o trabalho - Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

No total, o Distrito Federal conta com 14 restaurantes comunitários, que comercializam refeições adequadas e saudáveis a preços acessíveis na hora do almoço, no valor de R$ 1. O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), complementa esse valor, em média, com R$ 5,17 para cada refeição vendida.

Os restaurantes comunitários servem em média, cerca de 22 mil refeições por unidade todos os dias, totalizando nos sete primeiros meses do ano 4.672.150 refeições servidas. Essa alimentação é elaborada por funcionários da empresa contratada, contando com planejamento e monitoramento de uma equipe da Sedes para assegurar uma alimentação balanceada.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha ressalta que estão liberadas até duas refeições por pessoa, seguindo a legislação da política de segurança alimentar e nutricional do DF, como era feito antes da pandemia. “Voltamos a servir a alimentação dentro dos próprios restaurantes. Mas os usuários que desejarem podem levar até duas marmitas para casa, como era feito antes. Reforço que as unidades estão respeitando rigorosamente os protocolos sanitários de higiene nos refeitórios para receber os usuários com conforto e segurança”, reitera a gestora.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias